Notícias

C-bank da Sérvia mantém a taxa de recompra em 1,0%

BELGRADO (Sérvia), 14 de janeiro - O banco central da Sérvia, NBS, disse que decidiu manter sua taxa de recompra inalterada em 1,0%.

O banco central elevou a taxa média ponderada em leilões de recompra de 0,34% para 0,59%, informou em comunicado nesta quinta-feira.

A decisão de aumentar gradativamente a taxa média ponderada nos leilões de recompra de 0,11% em outubro nos últimos meses foi influenciada pelo aumento das pressões de custos tanto no ambiente internacional quanto no doméstico, bem como pela necessidade de influenciar as expectativas de inflação dos participantes do mercado e limitar os efeitos secundários sobre os preços de outros produtos e serviços, disse o NBS.

"O conselho executivo foi da opinião de que condições financeiras favoráveis ​​que contribuem para o crescimento econômico podem ser mantidas com uma política monetária um pouco menos acomodatícia", disse o banco central em comunicado.

Durante o primeiro trimestre do ano, a inflação deverá movimentar-se em torno do nível observado nos últimos meses de 2021, disse o NBS. Espera-se que a inflação desacelere depois disso e se mova para o centro da faixa de meta estabelecida em 1,5%-4,5%, que pode ser alcançada até o final de 2022, acrescentou.

Os preços ao consumidor da Sérvia aumentaram 7,9% em dezembro em relação ao ano anterior, depois de crescer 7,5% em novembro. Numa base de comparação mensal, o índice de preços ao consumidor (IPC) da Sérvia subiu 0,4% no último mês do ano, depois de subir 0,9% no mês anterior, de acordo com os últimos números publicados no site do instituto nacional de estatística.

O banco central reduziu sua principal taxa de recompra para 1,25% de 1,5% em junho de 2020 e cortou para 1,0% em dezembro para combater o impacto econômico negativo da pandemia de coronavírus.

O NBS realizará sua próxima reunião de definição de taxas em 10 de fevereiro.

C-bank da Sérvia mantém a taxa de recompra em 1,0%