Notícias

Chefe da ONU saúda resolução da Assembleia Geral para rejeitar negação do Holocausto

O secretário-geral da ONU, António Guterres, saudou nesta quinta-feira uma resolução da Assembleia Geral para rejeitar a negação do Holocausto, disse seu porta-voz.

Governo trabalhando pela facilidade de fazer negócios para melhorar a economia: Seemee Ezdi

O secretário-geral saúda a adoção pela Assembleia Geral da resolução histórica que rejeita e condena sem reservas qualquer negação do Holocausto como um evento histórico, disse Stephane Dujarric, porta-voz, em comunicado.

“Como o secretário-geral sempre disse, nunca podemos baixar a guarda diante das crescentes tentativas de negar, distorcer ou minimizar o Holocausto. Também devemos nos adaptar e responder às novas formas de antissemitismo alimentadas pela ignorância ou teorias da conspiração, que também circulam online”, afirmou. “A resolução de hoje, adotada por consenso, deixa claro que todos os Estados membros devem condenar e combater ativamente a negação do Holocausto.”

As Nações Unidas continuarão a desenvolver e implementar programas educacionais e de advocacia destinados a combater a negação e a distorção do Holocausto, disse o comunicado.

A resolução da Assembleia Geral “rejeita e condena sem reservas qualquer negação do Holocausto como um evento histórico, total ou parcialmente”, e insta todos os Estados membros da ONU a fazê-lo também.

A resolução insta os Estados membros a desenvolver programas educacionais que inculquem as gerações futuras com as lições do Holocausto, a fim de ajudar a prevenir futuros atos de genocídio.

Também insta os Estados membros e as empresas de mídia social a tomar medidas ativas para combater o antissemitismo e a negação ou distorção do Holocausto por meio de tecnologias de informação e comunicação e facilitar a divulgação de tal conteúdo. ■

Chefe da ONU saúda resolução da Assembleia Geral para rejeitar negação do Holocausto