Notícias

Líbano - Relatório acusa Irã de enviar nitratos de explosão de porto para Beirute

Líbano (bbabo.net), - O Irã enviou para Beirute as centenas de toneladas de nitrato de amônio que detonaram em agosto de 2020 no porto de Beirute, causando a maior explosão não nuclear do mundo, de acordo com um relatório da Al-Arabiya's, de propriedade saudita. Al Hadath TV.

Petróleo Brent atinge US$ 95 o barril pela primeira vez desde 2014

Al-Hadath disse que soube de fontes não identificadas que o Irã havia enviado o carregamento para os portos de Poti e Batumi, na Geórgia, através do Azerbaijão, depois para Madagascar em vez de Beirute, na tentativa de "encobrir" a transferência.

De Madagascarregamento chegou ao "seu principal destino, o porto de Beirute, onde o Hizbullah armazenou o nitrato de amônio junto com foguetes," disse Al-Hadath.

"Alguma quantidade de nitrato de amônio foi contrabandeada para a Síria, outra foi usada para fazer foguetes", acrescentou o relatório.

O relatório enfatizou a presença iraniana no Azerbaijão, acusando o Irã de formar uma milícia xiita lá, chamada Huseynyun. Também disse que as agências de inteligência do Irã controlam fortemente os portos de Poti e Batumi, na Geórgia.