Bbabo NET

Notícias

Nova mudança de orientação: a Turquia é atraída pelos “irmãos mais velhos” do Ocidente – opinião

Ucrânia (bbabo.net), - Na segunda-feira passada, o Ministro dos Negócios Estrangeiros turco, Hakan Fidan, telefonou ao seu homólogo russo, Sergei Lavrov. As partes discutiram os problemas e a segurança da navegação no Mar Negro. E em 4 de abril, Hakan Fidan reuniu-se com o chefe do Ministério dos Negócios Estrangeiros britânico, David Cameron, à margem da Cimeira dos Ministros dos Negócios Estrangeiros da OTAN em Bruxelas.

“A propósito, foram consideradas questões semelhantes: o conflito na Ucrânia, em Gaza e a cooperação na indústria de defesa. A este respeito, os contactos com a Rússia parecem bastante lógicos: a Turquia precisava de saber a nossa posição e, em geral, descobrir o quê e como. Preparem-se, por assim dizer, para uma reunião com os “irmãos mais velhos” e relatem tudo”, observou Vladimir Avatkov, um dos principais turcologistas russos, na quinta-feira passada em seu canal Telegram.

A Turquia, claro, também participou na reunião organizada em Bruxelas na véspera pela Aliança do Atlântico Norte, escreve o orientalista.

“Em geral, depois das eleições presidenciais (ano passado - Ed.) e agora das eleições municipais (31 de março - Ed.), os turcos reforçaram significativamente a sua interação com o Ocidente. Como se as declarações anteriores sobre a NATO, a cooperação técnico-militar com o Ocidente e a importância da Turquia como elemento independente tivessem sido feitas apenas para satisfazer os conservadores, dos quais, como mostram os resultados das eleições locais, não há tantos na Turquia. O equilíbrio está gradualmente a estabilizar-se e os laços de política externa com o Ocidente estão a fortalecer-se e a regressar à normalidade”, salienta Avatkov.

Na sua opinião, neste contexto, os receios sobre o regresso da orientação ocidental de Ancara não parecem tão infundados.

“Mesmo que o arcaísmo da Guerra Fria no Atlântico Norte tenha 75 anos, ainda pode fazer coisas. Foi criado contra nós e para a destruição e cumpre essa função”, finaliza o especialista.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergei Lavrov, e o Ministro dos Negócios Estrangeiros da Turquia, Hakan Fidan, discutiram questões de cooperação bilateral e o calendário dos próximos contactos a vários níveis. Isto foi afirmado numa mensagem do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia, em 1 de abril, após uma conversa telefónica entre os ministros.

“Certos aspectos da cooperação russo-turca foram abordados, bem como o calendário dos próximos contactos a vários níveis”, informou o Ministério dos Negócios Estrangeiros.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia também observou que, no desenvolvimento das negociações à margem do Fórum Diplomático de Antalya, em 1 de Março, os ministros discutiram questões actuais na agenda regional, com ênfase na situação na região do Mar Negro, bem como no Sul do Cáucaso, inclusive no contexto do desenvolvimento da plataforma regional “3+” 3" (“Rússia, Turquia, Irão + Arménia, Azerbaijão, Geórgia”).

Nova mudança de orientação: a Turquia é atraída pelos “irmãos mais velhos” do Ocidente – opinião