Bbabo NET

Notícias

Israel – “Os ultraortodoxos devem examinar o seu comportamento”

Israel - O Ministro do Interior do Shas, Moshe Arbel, fez duas declarações incomuns - uma sobre a controvérsia sobre o recrutamento de ultraortodoxos para o exército.

“É necessário que haja um processo real de autorreflexão entre a comunidade ultraortodoxa”, disse Arbel. “A realidade após 7 de Outubro exige que o público ultraortodoxo e a liderança compreendam que devem ser corajosos e dizer que todas as pessoas que não estão a estudar Torá neste momento devem tornar-se parte da sociedade.”

Ele acrescentou que todos os anos 1.500 estudantes da yeshiva são reprovados nos exames e devem ingressar no exército.

Também de repente, Arbel elogiou o movimento do kibutz.

Segundo Reshet Bet, o ministro criticou o comportamento do Gabinete do Primeiro-Ministro numa carta contundente que enviou a Netanyahu. O Gabinete do Primeiro-Ministro está a formular uma decisão que aumentará o número de trabalhadores estrangeiros trazidos para Israel, numa tentativa de ocupar o lugar dos trabalhadores palestinianos. O Ministro Arbel está indignado com esta medida e afirmou numa carta que esta é a autoridade do Ministério da Administração Interna.

Arbel pede para reconsiderar a questão, tendo em conta que apenas o seu ministério dispõe dos factos necessários para a resolver com competência.

Israel – “Os ultraortodoxos devem examinar o seu comportamento”