Bbabo NET

Esporte Notícias

Atlético mantém vantagem sobre o Dortmund

O Dortmund não conseguiu lidar com a pressão alta dos Rojiblancos e De Paul colocou os anfitriões na frente depois que Ian Maatsen perdeu a bola

MADRI (Reuters) - O Atlético de Madrid conquistou uma vitória por 2 x 1 sobre o Borussia Dortmund no jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões, nesta quarta-feira, sobrevivendo a um ataque tardio dos visitantes.

Os gols de Rodrigo De Paul e Samuel Lino no primeiro tempo deram ao time de Diego Simeone uma vantagem dominante, mas Sebastien Haller reduziu para dar ao time alemão uma posição segura na eliminatória antes do retorno da próxima semana em Dortmund.

A equipe de Edin Terzic, quinta colocada na Bundesliga, melhorou muito após um início lento e acertou duas vezes na trave na fase final de uma partida que viu as medidas de segurança reforçadas depois que o grupo Estado Islâmico (EI) fez ameaças contra os estádios usados nas partidas das oitavas de final.

O Atlético de Madrid saiu das armadilhas, ansioso por aproveitar uma oportunidade de ouro para chegar às semifinais pela primeira vez desde 2017.

O Dortmund não conseguiu lidar com a pressão alta dos Rojiblancos e De Paul colocou os anfitriões na frente depois que Ian Maatsen perdeu a bola.

O goleiro Gregor Kobel passou a bola para o zagueiro emprestado do Chelsea, que entrou em pânico sob pressão e fez um passe fraco que De Paul interceptou alegremente.

O internacional argentino finalizou com calma para animar a já barulhenta torcida do estádio Metropolitano.

O Atlético não perdeu nenhum dos jogos eliminatórios da Liga dos Campeões em casa durante os 12 anos de Simeone no comando e continuou avançando com confiança.

Kobel acertou um brilhante golpe de calcanhar do ex-meio-campista do Dortmund, Axel Witsel, uma peça fundamental na defesa do Atlético após sua transferência em 2022.

A única nota negativa de um bom primeiro tempo do Atlético foi um cartão amarelo que Lino recebeu, descartando-o para a segunda mão.

Poucos minutos depois, o brasileiro aumentou a vantagem do seu time após mais uma confusão defensiva do Dortmund.

Mats Hummels, em sua 500ª partida pelo Dortmund, cabeceou mal na direção de Alvaro Morata e ele e Antoine Griezmann combinaram para alimentar Lino, que rematou rasteiro para Kobel.

O Dortmund abriu o placar aos 35 minutos, mas Witsel mergulhou para desviar o chute de Karim Adeyemi para o alto da rede de Jan Oblak.

O guarda-redes esloveno impediu os remates dos extremos emprestados do Manchester United, Jadon Sancho e Maatsen, antes do intervalo.

Terzic trouxe Julian Brandt para o lugar de Felix Nmecha no intervalo em busca de mais brilho ofensivo.

Sem o artilheiro Donyell Malen, que estava doente, o time da Bundesliga lutou para encontrar uma maneira de superar Oblak, que defendeu de Niclas Fuellkrug no início de um segundo tempo muito mais acirrado.

Kobel fez uma defesa impressionante para negar a Lino o segundo gol à queima-roupa e o Dortmund rapidamente aproveitou a oportunidade através do substituto Haller.

Nahuel Molina fez mau contato na cobrança e a bola sobrou para o atacante que ultrapassou Oblak.

Apesar dos visitantes terem conseguido se firmar no jogo, o Atlético se manteve firme e o Dortmund sofreu a primeira derrota fora de casa em quatro meses.

Hummels compensou o erro anterior com um belo desafio para desbancar Angel Correa, quando ele correu para o gol, antes que o Dortmund chegasse duas vezes perto do empate.

O remate de longa distância do extremo inglês Jamie Bynoe-Gittens desviou na cabeça de Cesar Azpilicueta e acertou na trave.

Brandt também acenou com a cabeça contra a trave do gol nos acréscimos em um final frenético.

Simeone comemorou a 50ª vitória na Liga dos Campeões como treinador, tornando-se o nono homem a alcançar o feito.

Algo que nem Simeone nem Atlético conseguiram foi a conquista da Liga dos Campeões, mas esta vitória é um passo instável em direção às semifinais.

Atlético mantém vantagem sobre o Dortmund